O PL5829 virou a Lei 14.300 e agora o integrador solar deve inovar!

Categories: Curiosidade, Gestão SolarBy Published On: 10 de janeiro de 202223,6 min read518 words0 Comments

O PROJETO DE LEI DA ENERGIA SOLAR VIROU LEI

Agora o integrador solar precisará se reinventar para transformar ameaças em oportunidades! Você está preparado?

A lei número 14.300 de 06 de janeiro de 2022 foi sancionada (em “clientês”, significa que ela foi assinada) pelo presidente e já está em vigor, ou seja, ESTÁ VALENDO!

Então, de acordo com o texto aprovado, será considerado um período de transição resumida da seguinte forma:

1) Quem já tem energia solar, mantém as regras atuais até o final de 2045;

2) Quem protocolar solicitação de acesso junto à distribuidora de energia elétrica até 12 meses da publicação da lei, mantém as regras atuais até 2045;

3) Depois disso, quem solicitar acesso à distribuidora protocolar solicitação de acesso junto à distribuidora irá pagar uma parcela dos custos relativos a distribuição sobre a ENERGIA ATIVA COMPENSADA da seguinte forma:

De 07 de janeiro a 31 de dezembro de 2023 paga 15%;
Em 2024, paga 30%;
Em 2025, paga 45%;
Já em 2026, paga 60%;
Em 2027, 75%;
Em 2028? 90%;
E no período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2029 ,paga a regra do artigo 17.

E o que diz a regra do artigo 17?


A regra diz que “após o período de transição de que tratam os arts. 26 e 27 desta Lei, as unidades participantes do SCEE (Sistema de Compensação de Energia Elétrica) ficarão sujeitas às regras tarifárias estabelecidas pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) para as unidades consumidoras com microgeração ou minigeração distribuída”. Ou seja, tudo volta pras mãos da ANEEL.

Aí você se pergunta: “Tá, mas e daí?! O que vai acontecer com o mercado?”
Depende, afinal, olhando única e exclusivamente para esta regra, pode-se concluir que a atratividade econômica tende a diminuir. Sim, porque é melhor pagar 0% taxas do que 15% ou mais!

Haverá uma demanda intensa nos próximos 12 meses para garantir as regras atuais até 2045? Sim! E você deve usar isso como argumento de venda!
Depois de 2023 a demanda pode diminuir? Sim e não! Sempre pode diminuir, mas não há qualquer garantia de que isto vá acontecer porque a Geração Distribuída (GD) continua sendo atrativa.

E você acredita que a energia elétrica vai ficar mais barata neste período? Eu acho que não. Portanto, sem desespero!

Mas além de considerar a receita a partir dos projetos, é importante entender que 100% dos sistemas fotovoltaicos que você instalou precisam de manutenção! Sim, eles precisam de um mínimo de cuidado pra manter o desempenho que foi prometido na hora da venda. Isto, por si só, é uma grande oportunidade de você desenvolver os serviços de pós-vendas solar e aumentar os seus ganhos por todo o período de funcionamento das usinas instaladas;

O “como fazer isso” é um tema que nós abordaremos mais intensamente neste mesmo canal em algum momento que você saberá quando, por isso, fique ligado!

E compartilhe conosco: Após a publicação da lei, como você está?
Animado? Preocupado? Determinado? Ou outro sentimento?

Compartilhe conosco e comente se você gostou e o que gostaria de ver/ouvir na sequência…

Compartilhar

Artigos relacionados